Quinta-feira, 10 de Abril de 2008

Pensamento distante

           Olho nos teus olhos, mas infelizmente eles não brilham mais. Olho nos teus olhos e, desesperada pergunto-me se um dia te irei compreender..será que ainda existe um rapaz apaixonado por trás desse olhar e por um motivo qualquer se esconde?Ou será que a paixão foi embora e ficou apenas o "nada"?

           Estás presente, mas pergunto-me onde deixaste o teu pensamento, porque em mim ele não está mais. Pergunto-me se o teu amor ficou mais fraco, com o passar do tempo..Um sonho, ou um pesadelo?não sei, diz-me tu, a única coisa de que estou certa neste momento é que tu acordaste, e o tempo fez-te esquecer. É como se o "tudo" do passado de um momento para o outro passasse a ser  "quase nada" do presente.

          Agora resta-me esperar..esperar que tudo mude. Até lá choro por ti todas as noites. Até lá perco-me em sonhos contigo. Sinto-me só, no meio da multidão, porque é a tua presença que quero. Porque quando não te tenho, não sou ninguém. Por isso, olho nos teus olhos e pergunto-me

sinto-me:

publicado por Joana às 21:35
link do post | Escreve o que pensas | favorito
Terça-feira, 8 de Abril de 2008

Um simples olhar

Mas afinal o que é a felicidade?Podia dizer que é estar com as pessoas que amo..hoje vou apenas dizer que o teu olhar profundo foi a minha felicidade. Olhaste-me de uma forma diferente, senti que naquele momento podia ser quem eu quisesse...deste asas a minha imaginação..esse olhar..desvendou os mistérios do meu ser..tranquilizou-me com a tua sensibilidade. Inocência pura, essa .Era tudo tão simples, sem mistérios. Palavras para que?senti-te..viveste as minhas tristezas, partilhas-te as tuas alegrias e transformaste-me..transformaste-me com um olhar


publicado por Joana às 18:08
link do post | Escreve o que pensas | favorito
Sábado, 15 de Março de 2008

Dans une "cage"

               Parfois je me sens enfermée, comme si j'étais dans une cage.À travers de cette cage, je vois tout le monde mais personne ne me voit, peut-être je suis très bien cachée, ou peut-être pas.Je me demande si réelment je veux sortir.

Est-ce que ça vaut la peine?Je n'en suis pas si sûre.Probablement ce monde que je vois n'est pas le mien c'est pourquoi je suis "invisible"..J'ai peur d'affronter la réalité alors je fuis, de cage en cage, le plus loin que je peux.Je ne veux pas qu'on me juge, je ne veux pas que les autres voient mes déffauts.Je veux croire en mes qualités et oublier le reste.Oublier ce monde où il n'y a que le mensonge qui compte, où les gens s'ignorent ..Je resterai la même tant que personne me voit.Est-ce que je vais fuir toute ma vie?Est-ce la solution?
Je n'en sais rien..je veux juste...vivre dans mon rêve.

publicado por Joana às 10:40
link do post | Escreve o que pensas | favorito
Quinta-feira, 13 de Março de 2008

Por onde andas

Olho no vazio..

e pergunto-me,

se estás em qualquer lado?

Se me ouves quando chamo por ti?

responde-me..

dá-me um sinal

Não importa onde estejas..

diz-me apenas que estás presente,

assim como estás no meu coração

Será que te escondes na brisa do mar?

ou no brilho da lua?

serás tu?

concerteza?e isso é tão certo

como eu ainda te amar..

sinto-me:

publicado por Joana às 21:02
link do post | Escreve o que pensas | favorito
Domingo, 9 de Março de 2008

É so de ti que eu preciso

Não preciso da lua,

mas sim do brilho do teu olhar.

Não preciso ouvir o mar,

mas sim da tua voz a sussurrar no meu ouvido

Não preciso de sonhar,

mas de viver a realidade contigo

Não preciso do tempo passado

mas que estejas comigo no presente

Não preciso de sentir o vento nos meus cabelos,

mas preciso da tua presença

Não preciso de flores,

mas sim do teu perfume,

só preciso de ti,

só de ti,

o resto pouco me interessa

só preciso de ti

por isso ó meu amor volta depressa..


publicado por Joana às 15:09
link do post | Escreve o que pensas | favorito
Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008

Enganar a razão

Enganar o desejo...

Não sentir o prazer do beijo?

Mentir porque me apetece,

sonhando com o que nao acontece

Conhecer a razão

e escolher o que o coração deseja,

só porque te quero,

só porque sei que vou sofrer,

só porque luto não para viver,

mas sim para nao morrer.


Terça-feira, 8 de Janeiro de 2008

Um dia

Um dia…vais-me olhar nos olhos, e eu vou dizer-te que não. Quando precisares de um abraço, vais olhar para o lado, mas eu não estarei lá. Vais querer ouvir as minhas palavras meigas, mas eu ficarei muda. Quando sentires o frio a entrar no teu corpo, o meu calor não te vai aquecer. Uma lágrima vai escorrer pela tua face, vais sentir o nó na garganta, mas isso não vai ter nenhuma importância. Vais estar perto de mim, mas eu não vou reconhecer o teu perfume. Vou ouvir o teu nome, mas não me vou lembrar quem és. Não me vou recordar da tua voz. Um dia, vou pensar que foste simplesmente o vazio onde eu me perdi …Serás o passado que não quero relembrar…

Um dia, vais-me amar…

Um dia, vou-te esquecer.


Ofereço-te

Ofereço-te

As minhas lágrimas,

Esta dor que me faz sofrer,

O meu grito de desespero,

A minha ultima esperança,

A  tua traição,

A foto rasgada,

O coração partido,

O sorriso falso,

As tuas mentiras,

A tua ignorância,

O vazio que ficou,

A última palavra,

Adeus.


publicado por Joana às 20:07
link do post | Escreve o que pensas | favorito
Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2008

E se...

E se tudo fosse escuro?
E se eu não te amasse?
Se isto fosse um sonho,

Daqueles em que não quero acordar?
Se eu morrer?

Nao ias nem perceber...
E se eu fosse o vazio?

E o tempo congelasse,
e nem do teu nome eu me lembrasse?

Se eu fosse o vento que sopra nos teus cabelos,

e o chão que pisas,
o sol que seca  as tuas lágrimas,

se eu fosse as estrelas que tu observas,

o teu coração,

ou a tua razão?
se eu fosse o ar que respiras,

o pensamento da tua alma,

conseguias viver sem mim??


publicado por Joana às 20:01
link do post | Escreve o que pensas | favorito
Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007

A saudade

Mais uma vez a saudade pregou-me uma partida. Aproveitou a minha dor e entrou no meu ser, apoderando-se do que restava de mim. Trouxe todos aqueles momentos de tristeza, todas as lembranças do passado que precisava esquecer, tudo aquilo que me magoa. Por momentos fez-me acreditar que não te perdi, tudo parecia real…                               

Senti a tua presença. Chamaste pelo meu nome; fiquei pálida, o meu coração batia mais forte.O meu corpo gelou. Nao hesitei.fui em tua direção, tomaste conta dos meus pensamentos, já não sabia o que era certo ou errado, apenas sentia os pés bem firmes na terra e a certeza de que não ia olhar para trás.Não o podia fazer, não desta vez…

Olhaste-me nos olhos, num olhar compreendeste-me, sentiste a minha dor,consolaste-me..Encostaste o teu corpo no meu, e como eu precisava do teu calor..Delicadamente passaste as tuas mãos nos meus cabelos e beijaste-me, pela última vez..

Não te disse o quanto te amava, nem te pedi para ficares, as palavras, guardei-as para mim.

Partiste silenciosamente…

       Soltei o meu último grito, e a minha última lágrima


.mais sobre mim

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.pesquisar

 

.posts recentes

. Pensamento distante

. Um simples olhar

. Dans une "cage"

. Por onde andas

. É so de ti que eu preciso

. Enganar a razão

. Um dia

. Ofereço-te

. E se...

. A saudade

.posts recentes

. Pensamento distante

. Um simples olhar

. Dans une "cage"

. Por onde andas

. É so de ti que eu preciso

. Enganar a razão

. Um dia

. Ofereço-te

. E se...

. A saudade

SAPO Blogs

.subscrever feeds